terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Parte 6 - A Nova Jovem Índia (Final)

Olá a todos!
Este é o final dessa mini fic. Sei que ultimamente não tenho tido visualizações e comentários mas agradeço quem esteve por cá.

Anteriormente:
Mas Kevin não estava satisfeito. Queria ouro, terras e pediu guerra, mas todos os colonos baixaram as armas. Estavam cansados de tanta ambição e crueldade.
Cheio de raiva, Kevin pegou na arma de um colono e o apontou para o chefe Gomes. Se ouviu um barulho de um disparo.
...



Joseph Paterson tinha atirado em Kevin que tinha caído morto no chão. O governante não teve tempo de atirar no chefe Gomes. Os colonos pegaram no corpo de Kevin e o colocaram no navio Cost Murray a fim de ser atirado ao mar assim que estivessem longe da aldeia.
Joe vinha acompanhado por Demi que se aproximou de Selena.
- Grande amiga que você foi! - exclamou a índia - Porque saiu da aldeia?
Demi exibiu o seu lindo anel de casada. Selena ficou boquiaberta.
- O que é isso?
- Me casei! - respondeu ela.
Nick estava falando com Liam.
- Obrigado. Não guardou ódio de mim por ter retirado a Selena de você.
- Ela nunca me amou, não mais que um amigo. Eu sabia disso e forcei. Foi uma má ação minha.
Ambos se abraçaram e Selena se aproximou deles assim como Demi e Joe.
- Eles se casaram. - falou a índia se abraçando a Nick.
O pai de Selena se aproximou deles.
- Como você está, Nick?
- Bem e o senhor?
- Bem. Vocês me deram uma grande lição de vida. Vocês serão sempre bem vindos aqui.
- Obrigado - agradeceu Joe - Ah, eu e a Demi nos... - ele não sabia o que dizer.
- Eu sei, já ouvi falarem isso. Estou feliz por vocês. E Selena, vá saber se está mesmo grávida, minha filha.
Selena olhou para Liam, chateada. Só podia ter sido ele a dizer ao seu pai.
- Desculpa, não pude deixar de lhe contar. O seu pai já tinha concordado em não matarem o Nick e então eu contei e o seu pai recebeu bem a notícia.
Nick olhou surpreso para Selena.
- Está falando sério?
- É uma suspeita.
Demi riu.
- Afinal eu é que vou ser a titia!
- Bem, acho que vocês vão ter que ir embora... - começou o chefe Gomes.
Selena e Demi ficaram tristes repentinamente.
- Isso é verdade? - perguntou Selena.
- Temos que voltar para Inglaterra. - respondeu Joe.
- Mas voltaremos em breve. - acrescentou Nick.
O chefe Gomes e Liam se afastaram deles sem darem nas vistas.
- Eu queria me acostumar à minha vida de casada, Joe. - falou Demi.
- Em breve eu o Nick iremos voltar. Temos que voltar com os nossos amigos para Inglaterra.
Selena e Demi entenderam. E acreditavam que em breve os dois iriam voltar para a aldeia.
Antes de embarcarem Nick se aproximou de Selena e a beijou.
- Se eu estiver grávida você não vai saber. - falou a índia, triste.
- Eu irei saber, irei saber sim. E não se esqueça: você vai estar sempre no meu coração.
Selena sorriu e ele entrou dentro no navio com Joe e com os outros colonos amigos.
Finalmente, a jovem índia descobriu o significado do amor.

FIM

Feliz Ano Novo!

Beijos.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Parte 5 - A Nova Jovem Índia (Feliz Natal)

Olá a todos!
Obrigada pelo comentário, Amanda.

Feliz Natal a todos vocês!

Anteriormente:
- Ela viajou com o outro colono!
- O quê? - a garota ficou chocada.
- Sim, eu vi eles entrando num barco e saindo da aldeia.
"Aquela idiota me deixou?" - pensou Selena se afastando de Liam.
...


Selena olhou para o céu. Estava escuro. Decidiu ir ter com Nick à cabana onde ele estava preso.
- Nick! - chamou ela.
Viu-o deitado com as mãos e os pés amarrados. Foi ter com ele.
- Tenho muita pena, Nick! - disse chorando - Se não nos tivéssemos conhecido, nada disto teria acontecido. Mas agora eu não posso te abandonar.
- Se nós não nos tivéssemos conhecido você nunca saberia o que era o amor. Iria sempre pensar que nunca iria casar.
Selena sorriu.
- Eu te garanto uma coisa: - começou ele - Você nunca me abandonará porque você me ama e aconteça o que acontecer, você estará sempre no meu coração!
Com o coração despedaçado, Selena saiu da cabana e foi até ao rio ver as estrelas.
"Se a Demi estivesse aqui...mas aquela idiota me abandonou. Foi viver o seu amor de sonho com o seu príncipe" - pensou Selena - "Preciso da minha melhor amiga!".
Liam se aproximou de Selena com algumas dores.
- O que é que você está fazendo aqui? - perguntou a índia.
- Vim te dizer para você seguir o seu coração. Se você ama aquele homem vai ter com ele, impede o seu pai de fazer essa guerra.
Selena olhou para as estrelas.
- Você tem razão Liam, eu vou impedir essa guerra...com o meu amor, o amor que devo ter no coração.
A jovem índia já sabia o que tinha a fazer...

Alguns dias se passaram, era o dia da morte de Nicholas Davis. O chefe Gomes estava com os guerreiros índios e com o corpo de Nick. Selena não vira Demi desde o dia em que soube que ela tinha saído com Joe e estava chateada com isso. Era a sua melhor amiga e ela nunca a poderia abandonar. Liam já estava bom de saúde e ajudava Selena a ter algumas ideias de como impedir a morte do homem que amava mas todas as ideias foram em vão e a índia teve que utilizar a sua ideia mais arriscada: usar o seu próprio corpo para o proteger.
Os colonos se aproximavam e gritavam por guerra mas Selena correu para defender o corpo do seu amado.
- Parem! - gritou ela - Se o matarem, terão de me matar também!
O pai de Selena ficou sério.
- Selena, você nunca se apaixonou na vida. Porquê essa mudança repentina?
- Também eu achava que não pai, mas me apaixonei. Me apaixonei por esse homem. E mesmo sabendo que é um amor impossível, eu vou lutar por ele. - fez uma pausa - Vejam bem até onde nos levou o ódio!
O chefe Gomes entendeu a verdade nas palavras da filha e mandou soltar Nick que se abraçou a Selena assim que se viu solto.
Mas Kevin não estava satisfeito. Queria ouro, terras e pediu guerra, mas todos os colonos baixaram as armas. Estavam cansados de tanta ambição e crueldade.
Cheio de raiva, Kevin pegou na arma de um colono e o apontou para o chefe Gomes. Se ouviu um barulho de um disparo.

Pronto.
Espero que tenham gostado.

Beijos.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Parte 4 - A Nova Jovem Índia (Especial Aniversário Diana)

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários.

Anteriormente:
- A Demi me fez a mesma pergunta. - e se virando para a filha - Eles não querem falar connosco! - respondeu com firmeza.
Selena suspirou. O pai não iria mudar de ideia.
...


Naquele instante, Nicholas Davis e Joseph Paterson estavam tentando convencer Kevin Murray a não lutar contra os índios. Mas Kevin só estava interessado em encontrar ouro.
- Esta terra agora é minha! - exclamou - Os índios têm de ser mortos para eu ficar com o ouro!

Nessa noite, Joe e Demi assim como Nick e Selena se encontraram.
- Acho que você já ouviu o que aconteceu. - falou Demi.
- Demi, - Joe se ajoelhou. Demi ficou olhando para Joe - Vamos sair daqui, vamos embora. Vamos para Inglaterra, você quer viver comigo?
- Eu não posso deixar o meu povo Joe! - exclamou Demi, um pouco magoada.
- Nós vamos nos casar e deixamos tudo aqui. Agora! Tenho o meu barco pronto. É só uma resposta sua e nós vamos embora.
Demi ficou pensativa. Por um lado ela queria ir com ele, casar com ele, afinal era o sonho dela - de se casar com o seu príncipe encantado - mas por outro lado, ela não queria deixar a sua tribo. Ela foi criada ali com a Selena.
Decidiu aceitar e os dois saíram da aldeia pelo barco de Joe.

Enquanto isso, Selena pedia a Nick para falar com o seu pai.
- É a única maneira de evitar a guerra, Nick. - falava ela.
- Claro, concordo com você.
Os dois se beijaram. Selena ficou olhando para Nick.
- Não podia ter feito isso.
- Porquê?
- A minha mão foi pedida em casamento. Estou noiva.
Nick ficou sério.
- Quer que eu vá embora?
- Não. Eu queria que nós ficássemos juntos mas é impossível.
Nick ficou ali com Selena naquela noite. Retiraram as suas roupas e fizeram amor. Mas os dois não sabiam que estavam a ser observados. Liam tinha seguido Selena e Kevin tinha ido atrás de Nick.
De repente, Liam apareceu por detrás dos arbustos. Kevin, percebendo que o guerreiro estava lá e que ia atacar o seu homem, disparou. O governador não perdeu uma oportunidade para matar um índio. Selena e Nick se assustaram. Liam tinha ficado ferido. Selena gritou e foi ter com o noivo que estava caído no chão com dores.
- Liam! O que você estava fazendo aqui? - perguntou Selena apavorada.
- Selena, eu vou ficar bem.
- Claro que você vai, seu idiota!
- Você não se devia preocupar comigo.
- Sou a sua melhor amiga e vou sempre ser. - falou Selena.
Nick olhava para todos os lados à procura de algum homem seu. Alguém tinha atirado em Liam. Reparou em Kevin. Ele estava sorrindo com ar vitorioso para Nick.
Ao longe, ecoaram gritos de guerra. Kevin saiu dali. Nick voltou a olhar para o índio que estava caído no chão.
- Nick, por favor, leva ele. - pediu Selena.
Nesse momento, entram vários guerreiros índios que levaram Nick preso. Levaram também Liam para a aldeia. Selena tentou salvar Nick mas foi em vão, o chefe Gomes acreditou que Nick era o responsável pelo ferimento de Liam.
- Pai! Por favor! - pediu a filha, chorando.
- Não Selena! Pare de defender o colono. Ele vai ser morto daqui a alguns dias ao amanhecer.
Mais tarde, Selena conseguiu ir até Liam. Iria ver como ele estava.
- Como você está?
- Te pareço bem?
- Um pouco melhor.
- Você esteve com o colono, passou a noite com ele. Você devia me deixar, Selena. Sei que sou um fardo para você. Sei que você não me ama. Você ama o colono, não é?
- O colono se chama Nick e é muito simpático.
Liam sorriu levemente.
- Eu sou um idiota que se apaixonou por você. Você vai casar com ele. Você não me ama.
- Liam! - Selena se aproximou do noivo - Por favor, você sempre será o meu melhor amigo. Se quiser ainda ocupa esse lugar. Sei que você quer mais mas eu não tenho mais para te dar. Eu vou continuar com você o tempo que você quiser. Se quiser que eu vá embora, eu vou embora. Mas eu não minto quando estou dizendo que me preocupo com você e que eu te amo, um amor de amiga, de irmã mas não mais que isso. Espero que você entenda.
Liam sorriu.
- Obrigado Selena. Você é uma garota fantástica.
Selena também sorriu.
- Eu queria que me fizesse um favor, mas se não quiser fazer, tudo bem.
- Ah, eu sei. Já falei com o seu pai. Eu desisti do casamento. Eu não quero ter você se você não me ama.
- Obrigada Liam. Você quer continuar sendo meu melhor amigo?
- Claro, porque não? Não quero estragar a nossa amizade de anos por isso. E fique descansada que eu não vou fazer nada. E vou apoiar o seu futuro casamento com o colono, ou o Nick, o que seja o nome desse homem.
Selena abraçou Liam. Assim que o fez se sentiu enjoada.
- Está tudo bem? - perguntou o amigo.
- Estou um pouco enjoada mas não é nada demais.
- Tenha cuidado Selena, você passou a noite com o colono, pode estar grávida.
- Será? - perguntou Selena chocada - E se eu estiver? O que vai ser de mim?
- Se ele te ama ele vai ficar com você.
- Onde é que está a Demi numa hora dessa? - falou Selena.
Liam riu.
- Ela viajou com o outro colono!
- O quê? - a garota ficou chocada.
- Sim, eu vi eles entrando num barco e saindo da aldeia.
"Aquela idiota me deixou?" - pensou Selena se afastando de Liam.

Pronto.

Beijos.

Parabéns Diana (DSP)

Olá a todos!
Hoje a Diana, a escritora de O Colégio Interno, Encontro com o 666 e outras, faz anos!
Vim dar os parabéns a ela porque ela, além de ter um talento enorme, é uma amiga e uma pessoa fantástica!
Já vejo por aí posts de alguns leitores dela a dar-lhe os parabéns! Ela agradece por isso, recebe muito carinho por parte de vocês.

Parabéns Diana! Felicidades!

sábado, 14 de dezembro de 2013

Vanessa Hudgens faz 25 anos

Olá a todos!
Não deixaria passar em branco o dia da minha Vanessa Hudgens!
Sou fã dela desde o High School Musical. Sigo ela, vi filmes antigos dela antes de High School Musical...


Além de ser fã da Camilla Belle, sou Nessasaur! A minha vida gira também em volta dela (em termos de filmes e música).

Happy Birthday Vanessa Hudgens!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Taylor Swift completa 24 anos

Olá a todos!
A loirinha faz hoje 24 anos (13 de Dezembro de 1989).


Não podia deixar este dia em branco, pois embora não me considerar fã dela, a acho muito talentosa.

Parabéns Taylor Allison Swift!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Selo

Olá a todos!
Vim repassar o selo que a Nanda, a Estela e a Yumi e a Rafa me passaram. Obrigada.



Regras:

Tem que passar a tag para 5 blogs;
Repassar com o selinho (imagem);
Colocar o link de quem criou e de quem passou;
Assim que receber a tag, tem que repassa-lo no prazo de 1 semana;
Avisar ao blog que tem tag para eles;
Tem que criar 5 perguntas das quais os blogs escolhidos terão de responder.

Quem Criou: Lado Negro
Quem passou: Don't say goodbyeThe rocker that holds me e Fanfics histórias

Perguntas da Estela:

1- Um casal que você goste sem ser Jemi, Niley/Nelena/Miam, Jelena.
R: Zanessa.

2- Que género de livro gosta mais?
R: Drama, essencialmente.

3- Cite 3 músicas de cantores diferentes que goste.
R: Eminem - Stronger Than I Was; Vanessa Hudgens - Identified; Jason Derulo - Dirty Talk.

4- Qual a sua matéria favorita?
R: Psicologia.

5- O que acha desses anónimos que fazem comentários maldosos?
R: Gente sem vida.

Perguntas da Yumi e da Rafa:

1- Qual foi a melhor história (sendo de livro ou fanfic) que você já leu?
R: A melhor história para mim é Noiva do Irmão da Diana (DSP). O blog dela: Histórias de Diana (DSP).

2- Com quem você teria certeza que passaria o dia rindo (sendo famoso ou não)?
R: Não faço ideia.

3- Qual é a música tema da sua vida?
R: Não faço ideia.

4- Quem você chamaria para o seu casamento se pudesse? O Obama ou a rainha Elizabeth II?
R: Elizabeth II e com os netos dela :D

5- O que achou do filme Em chamas? Se não assistiu, se sinta envergonhado. E se não gostou, leia o livro, porque tenho certeza que mudará de ideia em 413 páginas (:
R: Vou ter que ler o livro, não gostei do filme.

Perguntas da Nanda:

1. Um dia inesquecível.
R: Quando nasci :)

2. O que você jamais fazia?
R: Andar nua na rua.

3. O que lhe faz ser especial? (Algo que você tem ou faz que lhe defina ou que lhe diferencie das pessoas que lhe rodeiam)
R: Sou a única que ouve Cher Lloyd e é fã dela.

4. Você se lembra de quando recebeu seu primeiro comentário do blog? Se sim, como você se sentiu?
R: Sim. Muito bem! Foi como se ganhasse tudo!

5. Qual foi a coisa mais estranha que você já fez na vida?
R: Nem sei.

Blogs que passo:

Não sei mais...Quem quiser, comente abaixo.

sábado, 30 de novembro de 2013

Parceria da Diana com Vasco F.

Olá a todos!
Não vim postar capítulo até porque a parte 3 foi postada ontem. Veja no post abaixo, se ainda não leu.

A Diana (DSP) criou uma parceria com um escritor de comédia, Vasco F. Ele é conhecido!
O blog foi divulgado à pouco tempo e vim divulgar para vocês.

Memórias Aterradoras

O visual está perfeito, e eles são ótimos escritores. A história ainda nem começou por isso, recomendo a vocês seguirem o blog.

Beijos.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Parte 3 - A Nova Jovem Índia

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários. Vou postar o selo no próximo post, obrigada Estela.

Anteriormente:
Os dois conversaram durante algum tempo embora no início, um pouco desconfiados. Mas depressa uma amizade nasceu.
...



Entretanto, o governador Kevin Murray mandara os colonos escavar à procura de ouro.
- Tem de estar em algum lado! - berrava ele enquanto os homens derrubavam as árvores e cavavam o chão.
Liam e outro guerreiro estavam escondidos nuns arbustos. Observavam com horror a rápida destruição da sua terra.
O governador avistou-os e rebentou uma luta feroz entre todos e o amigo de Liam ficou gravemente ferido. Aterrorizado, Liam colocou o amigo às costas e voltou à aldeia. Tentou encontrar o pai de Selena que lhe contou o sucedido.
- Capitães? Esses idiotas querem roubar a nossa terra? Terão guerra! - falou o pai da Selena.
- Eles feriram o nosso irmão, merecem castigo. - falava Liam, revoltado.
Demi ouvia tudo aquilo e não gostava da conversa.
- Ao falar tudo se resolve. Não façam guerra! - pedia Demi.
- Depois de eles terem ferido um irmão nosso? Eles necessitam de vingança, Demi. - disse Liam.
- Demi, - começou o chefe e também pai da sua melhor amiga - Você sabe onde foi Selena?
A garota negou com a cabeça.
- Não a vejo à algum tempo.
- Será que foi raptada? - inquiriu Liam.
- Liam, por favor, lógico que não. - respondeu Demi.
- Você não sabe, e se aqueles idiotas levaram a minha Selena? Não me vou perdoar.
Demi revirou os olhos.
- Temos que ir à guerra. O nosso povo é forte!
Demi respirou fundo. Era impossível fazer o chefe Gomes mudar de ideia.

Mais tarde, quando Selena regressou à aldeia encontrou o seu povo a preparar-se para guerrear os colonos. A terra estava destruída pelos invasores e agora o irmão deles tinha sido ferido. Tinham de detê-los. Demi avistou Selena e foi ter com ela.
- Que raio aconteceu, Demi?
- Os colonos atacaram, mas se eu te contasse o que sei iria ver que eles não têm culpa. São gente inofensiva.
- Também tenho algo para te contar. Você estava certa Demi, eles são bons. Os dois homens que vimos. Falei com um deles enquanto estive à sua procura, esteve com o outro, não foi?
Demi ficou envergonhada.
- Desculpa amiga.
- Tudo bem. Vou falar com o meu pai, tentar retirar aquela ideia idiota de tentar combater com aqueles homens.
- Não vai ser fácil, eu já tentei mas não correu como o esperado.
- Ele é o meu pai, ele vai me dar ouvidos. - falou Selena se afastando da amiga e indo ter com o pai perto de uma fogueira.
O chefe Gomes estava pensativo, olhando para a labareda da fogueira, talvez pensando qual era a melhor forma de deter aqueles colonos.
- Por favor... - começou Selena enquanto se aproximava do pai.
- Selena, onde você esteve?
- Andando...por aí. - respondeu Selena, mentindo.
Ela se sentou ao lado do chefe Gomes.
- Por favor, pai. Porque é que, em vez de lutarem, não falam primeiro com eles?
- A Demi me fez a mesma pergunta. - e se virando para a filha - Eles não querem falar connosco! - respondeu com firmeza.
Selena suspirou. O pai não iria mudar de ideia.

Pronto.

Beijos.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Parte 2 - A Nova Jovem Índia

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários, Amanda e Nanda.
Aqui está a parte 2 da mini-fic A Nova Jovem Índia.
Espero que gostem.

Anteriormente:
- O que é isso? - perguntou Selena subindo em cima de uma árvore.
Olhando para o mar, Selena viu algo semelhante a umas nuvens esquisitas à distância - eram as velas de um navio.
...

- O que viu? - perguntou a amiga assustada.
Selena saltou para o chão e pediu a Demi para ir consigo. Correram para um rochedo da falésia para verem melhor. O navio deitou a âncora e alguns homens desembarcaram. Dois deles eram altos e bonitos...e vinham na direção delas. Eram Nicholas Davis e Joseph Paterson.
As duas amigas continuavam a observar. Os desconhecidos subiram ao rochedo e ficaram a admirar aquela paisagem bonita. Antes que Selena pudesse evitar, Demi tinha saído dali e foi ao encontro dos estranhos.
- Oi! Quem são vocês?
"O que é que você está fazendo Demi? Podem ser assassinos!" - pensou Selena colocando a mão na testa.
Nick e Joe olharam um para o outro.
- É a única pessoa a viver aqui? - perguntou um deles.
- Não, vivo com a minha tribo. E vocês?
Nessa altura alguém chamou pelo nome dos estranhos e os dois se despediram de Demi e desceram do rochedo. Demi voltou para perto da amiga.
- O que você fez não está certo, Demi! Eles podem ser uns assassinos.
- Não são, são simpáticos. - falou ela.
Selena ficou a pensar naqueles misteriosos desconhecidos. Resolveu segui-los para saber mais coisas...

Selena voltou para perto da tribo ao lado de Demi. As duas amigas se afastaram uma da outra. O pai de Selena quis que a filha se tentasse relacionar com o noivo e os colocou numa tenda sozinhos.
- Não sei porque o meu pai quis isso. Quis nos colocar juntos. - disse Selena não se conformando com o facto de o pai ter feito o que fez.
- Selena, me ouve, por favor tenta entender - pediu Liam se aproximando da morena.
- Você poderia ter-me dito alguma coisa em vez de falar com o meu pai. Foi um idiota! Ele agora quer que nos casemos e eu não estou nem um pouco feliz por isso.
Liam baixou a cabeça.
- Eu queria que você me amasse Selena!
- Porque é que não se declarou a mim em vez de pedir a minha mão em casamento ao meu pai? Ele quer que nos casemos seja lá por onde for. Até está pensando num dia próximo. Porque fez isso? Você sabe que eu gosto de ser uma mulher livre, sempre quis.
- Mas eu não quero retirar a sua liberdade Selena! Não me tente interpretar mal.
- Mas o casamento já por si é uma ligação sem liberdade. É uma tortura o casamento. Eu não quero casar. Desculpa Liam, não é por ser você. Eu nunca iria casar com nenhum homem e no que estiver ao meu alcance eu nunca irei colocar os meus pés numa igreja. Está avisado!
A morena se afastou de Liam e tentou encontrar Demi, sem êxito. A amiga foi observar os dois homens: Joseph Paterson e Nicholas Davis. Eles andavam a explorar a região e estavam perto de uma cascata. A garota fez barulho sem querer e os dois homens se viraram para ela.
- Você aí? - perguntou Nicholas.
- Vai andando Nick, eu vou falar com ela. - falou Joe para o amigo que se afastou dos dois.
Por um instante, nem Demi e nem Joe se mexeram. Olhavam um para o outro percebendo que estavam apaixonados.
- Como é que você se chama? - perguntou ele.
- Demetria, Demi para os amigos. E você?
- Joseph Paterson, Joe.
Nessa tarde, Demi ensinou a Joe algumas palavras na sua língua.
- Que coisa estranha! Pensava que vocês eram uns selvagens mas, vendo você, mudei de ideia. - falou Joe.
- Eu não nasci propriamente aqui. Eu cresci aqui mas não sou de cá, sou da América do Norte.
Demi contou a sua história a Joe, que ouvia atentamente.
- Então você não é uma índia apenas cresceu como uma.
- E você? - perguntou ela.
- Sou britânico. Nasci em Inglaterra e sempre fui muito rebelde.
Demi sorriu ao ouvir a história de vida daquele homem.
Joe também ficou sabendo que o povo índio amava a terra e vivia em harmonia com a mesma.

Entretanto, Selena tinha se cansado de procurar a amiga e se sentou perto de um rio. Ficou brincando com uma pedra. Nicholas se aproximou dela.
- Oi! Quem é você? - perguntou ele se aproximando.
Selena se assustou.
- Isso pergunto eu. Eu pertenço aqui.
- Sério? - Nick pareceu desconcertado e ao mesmo tempo encantado pela beleza da jovem índia.
Os dois conversaram durante algum tempo embora no início, um pouco desconfiados. Mas depressa uma amizade nasceu.

Pronto.
Esta fic é realmente diferente da minha história anterior mas espero que gostem.

Beijos.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Parte 1 - A Nova Jovem Índia

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários Nanda e Amanda.
Aqui está a parte 1 da mini-fic A Nova Jovem Índia. Espero que gostem.

P.S - Inspirado no conto infantil Pocahontas.


O navio Cost Murray se dirigia para a América do Sul. O dono do navio e comandante, Kevin Murray, estava ao lado de todos os seus "amigos" e compatriotas e dava sempre ordens.
"Em breve todo o ouro da América será meu!" - pensava Murray.
Nicholas Davis e Joseph Paterson eram dois amigos e viajavam juntos muitas vezes. Em Inglaterra, iam a bares onde bebiam e conversavam com várias garotas inglesas. Eram dois corajosos capitães e estavam ansiosos para participar de mais uma aventura, desta vez na América.

Na América do Sul, viviam duas belas jovens índias, uma chamada Selena Gomes e a outra Demetria, mais tratada por Demi, Stewart. A primeira tinha nascido e crescido naquele país, sendo o seu país de origem. A segunda tinha vivido ali, depois de os seus pais terem sido obrigados a sair da América do Norte. Foi muito bem recebida pela tribo do pai de Selena, que a acolheu até hoje. As duas são muito aventureiras e jovens moças. Cresceram juntas e são hoje grandes amigas. Sempre corriam por entre os pastos e o campo.
Demetria era uma garota muito sonhadora e acreditava em príncipes encantados, mas Selena não acreditava no amor. O seu pai sempre quis que ela se tentasse relacionar com outros garotos da tribo mas ela nunca gostou de nenhum deles.
- Vamos Selena! O seu pai está chamando! - chamou Demetria à amiga.
- Pare com isso Demi, já vou. Me deixe ficar aqui um pouco.
Demi respirou fundo e se aproximou da amiga a puxando pelo braço.
- Demi! - falou Selena, chateada.
- Vamos Selena!
O Chefe Gomes, pai de Selena, tinha excelentes notícias para a filha. Assim que elas chegaram e foram para perto dele, ele começou a falar:
- Liam, o valente guerreiro, pediu a sua mão em casamento Selena. - comunicou.
- O quê? Ele? Mas ele é meu melhor amigo, não sou apaixonada por ele.
- Tente se adaptar Selena. - apenas disse o seu pai, se afastando de seguida.
Selena se virou para a amiga.
- O que eu faço?
- Vai falar com ele.
Selena deu um abraço à amiga e foi ter com Liam. O encontrou sentado à beira de um rio. Se sentou ao lado dele.
- Você foi pedir ao meu pai a minha mão em casamento? Porque fez isso?
- Selena, eu te amo! Parece que sempre quis a sua amizade mas é mentira. Eu não quero apenas a sua amizade.
- Liam... - Selena mediu as palavras - Você sabe que dificilmente eu me irei apaixonar por alguém.
- Poderia tentar, não acha? - perguntou Liam olhando para Selena atentamente.
Selena se afastou de Liam pensando na frase dele. Ele era apenas o seu melhor amigo, nada mais. Decidiu ir ter com a sua melhor amiga e explicar o que aconteceu.
- Selena, se você não gosta dele, não fique com ele mas se ele é seu melhor amigo deve tentar não partir o coração dele. Porque não tenta? Tem assim tanta certeza que você não irá se apaixonar por ele? Quem sabe o futuro?
Selena respirou fundo perante a questão retórica de Demi. No fundo, talvez Demi tivesse razão. Nesse momento, as duas amigas ouvem um barulho.
- O que é isso? - perguntou Selena subindo em cima de uma árvore.
Olhando para o mar, Selena viu algo semelhante a umas nuvens esquisitas à distância - eram as velas de um navio.

Pronto.
A primeira parte está postada. Espero que tenham gostado.

Beijos.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

A Nova Jovem Índia - Personagens e Sinopse

Olá a todos!
Esta vai ser uma pequena história. Esta história é inspirado no conto infantil Pocahontas, como já tinha dito num post anterior. Espero que tenham gostado do novo visual do blog. Existem novas músicas no blog. Ouçam, digam o que acham delas e se conheciam todas.





Personagens:

Selena (Sel) Gomes (com s mesmo para diferenciar)




Selena vive numa tribo. Parece ser frágil mas é uma mulher forte e guerreira.  Não se dá com outras tribos e morre de medo do amor. Tem 21 anos.

Nicholas (Nick) Davis



Nicholas é um homem forte que tenta proteger seu grupo. Sempre em lutas constantes com tribos. Um homem muito vingativo mas mesmo assim boa pessoa. Tem 24 anos.


Liam Ratcliffe



Liam é um homem que pertence à tribo. É amigo de Selena mas na realidade isso não lhe chega. Ele ama Selena e por isso pede licença ao pai de Selena para casar com a sua filha, mas nem tudo será rosas. Muitos obstáculos vão lhe aparecer pela frente. Tem 24 anos.

Kevin Murray



É o chefe do grupo do Nick. uma pessoa gananciosa que apenas quer saber de dinheiro. Nunca foi casado. Não faz ideia do que é o amor. Tem 28 anos.

Demetria (Demi) Stewart


É a melhor amiga de Selena. Pertence à tribo tal como a amiga. É uma menina muito sonhadora, diferente de Selena. Tem 20 anos.

Joseph (Joe) Paterson


É o melhor amigo de Nick. É aventureiro e costuma ter muitas mulheres a seu lado. Tem 24 anos.

Sinopse:

Nicholas Davis e Joseph Paterson são dois jovens colonos ingleses chamados para comandar o barco até à América que é repleta de índios. São mandados por Kevin Murray, o governador.
Demetria Stewart e Selena Gomes são duas jovens índias muito diferentes uma da outra. Demetria sonha com o seu príncipe encantado enquanto que Selena mantém os seus pés na terra. A segunda está de casamento marcado com Liam Ratcliffe, o que para ela é quase como uma prisão.
Mas uma aventura começa para ela, para a amiga e para os dois estranhos naquela terra chamada América.

A história é composta apenas por partes porque é apenas uma mini-fic.
Repito que a mini-fic é Nelena e que originalmente teria Joemilla mas troquei a Camilla Belle pela Demi.

Espero que tenham gostado.

Beijos.

sábado, 2 de novembro de 2013

Ideias

Olá a todos!
Depois de ver 6 pessoas que comentaram eu decidi regressar com o blog. É nestes momentos que vejo que tenho mais leitoras do que pensava mas esses comentários de Anónimas realmente me deixaram chateada mas nem fiz caso pois elas não são minhas leitoras, se fossem teriam comentado pelo menos um capítulo de Vidas Trocadas, nem que seja para dizerem que não gostavam pelo menos saberia que alguém estava a ler. Tive em consideração os comentários da Amanda Gomes e da Nanda porque são minhas leitoras e a elas devo agradecer por o blog continuar ativo. Agradeço às Anónimas que resolveram comentar depois de apenas lerem o blog.

Eu estava com algumas ideias em mente, para continuar com o blog.

1ª- Tenho uma mini fic de Nelena que escrevi em 2008. Ela é inspirada no conto infantil Pocahontas, a jovem índia. Tinha a Camilla Belle como personagem secundária e imaginei a atriz como estava apresentada no filme 10.000 A.C. (Vejam a imagem dela, Aqui.) Mas eu posso colocar a Demi em vez da Camilla e dessa forma faria Jemi embora não fosse o casal principal; (iria postar agora, com Jemi)

2ª- Tenho uma fic Joemilla que tem a Taylor Swift no papel de vilã. A Demi não aparece porque na altura a mesma não era muito conhecida. É uma fanfic de romance e foi escrita em 2009; (essa provavelmente virá para depois da mini fic Nelena).

3ª- Tenho uma fanfic hot com Joemilla, Nelena, Zanessa, enfim...todos os casais imaginários e possíveis mas quero guardar essa para mais tarde postar porque eu gosto muito dela. Acho ela uma das minhas melhores histórias.

4ª- Tenho uma fanfic com o Liam Hemsworth do tempo em que ele atuava em "A Princesa Elefante" (The Elephant Princess), aliás, eu conheço o Liam desse seriado mas na altura coloquei ele com a Camilla Belle.

Tenho mais umas ideias mas não vou falar para já.

Em breve serão postados os personagens da mini fic Nelena.

domingo, 27 de outubro de 2013

Camilla Belle no clipe do Enrique Iglesias!

Olá a todos!

É verdade o que leram: a minha (é só minha, tirem o olho dela) Bellgirl (para quem não sabe é um dos apelidos dela), a minha Camilla Belle entrou no clipe do Enrique Iglesias.

Olhem para ela perfeita:


Ela é ou não é linda?
Perfeita, como é óbvio! E ao lado do cantor espanhol mais sensual foi perfeito!

Respondam ao post abaixo, por favor. Obrigada.

sábado, 26 de outubro de 2013

Querem que eu continue?

Olá a todos!
Eu queria perguntar se alguém quer que eu ainda continue aqui a postar histórias/fanfics.

O único senão é o problema de a maioria das minhas fanfics já escritas serem Joemilla e talvez não tenha coragem em algumas de passar para Jemi.

Questões que quero que respondam, por favor:

1- Vocês querem que eu continue postando fanfics/histórias?
2- Vocês leriam fanfics de Joemilla?

É isso.

Beijos.

P.S- Poderiam ver o blog da Estela, Don't Say Goodbye? Ela não tem tido comentários, os 29 seguidores que ela tem alguns deles só "enfeitam" o blog, ela está triste e então peço-vos que se gostarem do blog comentem por favor. Ela agradece.

sábado, 19 de outubro de 2013

Joe Jonas e Camilla Belle se reencontram!

O meu coração, fã de Joemilla, não aguenta esta notícia.
Parece que eles se reencontraram na abertura de gala do Wallis Annenberg Center para o “Performing Arts” em Beverly Hills.

Vejam aqui:
Estrelando.com.br - ex-namorados joe jonas e camilla belle se reencontram
Jonasbrasil.com - joe-jonas e camilla belle se reencontram

Imagem:


Eu vou morrer!
E andam perguntando se eles podem voltar! Eu amaria isso mas não acredito.
Por favor, quem não seja fã de Jemi e goste da Camilla Belle ou goste de Joemilla tal como eu, comente por favor.
E fãs de Jemi, por favor, não me matem. Sou apenas uma fã do casal Joemilla tal como vocês são por Jemi.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Happy Birthday Zac Efron

O ator Zac Efron faz hoje 26 anos!



Se tornou conhecido em High School Musical ao lado de Vanessa Hudgens, que foi sua namorada durante 5 anos, e depressa a sua fama foi aumentando dia após dia em parte pelo talento mas também por causar suspiros a muitas mulheres.
Me considero fã dele, desde que o conheci em High School Musical e, como todos o sabem, sou fã de Zanessa (uma fã iludida é o que se lê).

Parabéns Zac!

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Happy Birthday Eminem

O Rapper Eminem faz hoje 41 anos e embora não me considerar fã dele, não posso deixar passar esta data.



Ele é considerado o Rei do Rap em todo o mundo.
Um homem que ninguém dava nada por ele, um rapper branco que modificou tudo.
Era agredido na escola, praticavam bullying com ele mas ele conseguiu se vingar de todos fazendo aquilo que gosta, sendo o melhor naquilo que sabia. Aos 9 anos saiu da escola e levou o seu rumo para as letras, para o rap.
É um grande artista que deu e dá grandes lições de vida!

Parabéns Eminem!

sábado, 12 de outubro de 2013

Capitulo 10 - Parte 6 (Final de Vidas Trocadas)

Olá a todos!
Obrigada pelo comentário, Amanda.

Anteriormente:
- Camilla! - chamou Selena.
A irmã de Demetria e Zachary se virou para Selena.
- Obrigada. Mesmo não gostando de mim foi solidária.
- Sou humana!
Até Nick riu com essa resposta de Camilla. Ás vezes, Camilla não parecia humana.
...

- Vou vos deixar. Ah, e querem saber a nova? O meu irmão vai se divorciar da Vanessa. Não deveria estar mais feliz.
Selena olhou para Nick de relance.
- Como é que isso aconteceu? - perguntou a ex-melhor amiga de Demetria.
- Zac contou sobre o seu relacionamento com a Ashley, a irmã do Joe, uma ex namorada dele. Foi uma história horrível! Não sabia nada disso.
Selena já tinha entendido tudo. Nick ficou confuso.
- Eu te conto depois. - disse Selena a Nick.
- Coitada da Vanessa! - exclamou Nick, triste.
- Coitada? Já sonhava com isso faz tempo. - E dizendo isso, saiu de casa.
- Bem, o Zac mereceu isso. - disse Selena.
Ambos ficaram calados por momentos.
- Bem, o que quer fazer? - perguntou Nick.
- Tem um tempo?
- Claro. Tenho o resto do dia livre.
- Pode passar o dia de hoje comigo? - pediu Selena, fazendo "olhinhos".
- A dona manda! - disse Nick sorridente.
Selena pegou na sua bolsa mas antes de sair de casa falou com Nick sobre David.
- Ele foi preso hoje à tarde graças ao Joe.
- Eu vi nos noticiários. Ele mereceu.
- Não levou pena máxima mas já fico feliz.
Selena ficou séria.
- Selena, vamos sair, vamos nos divertir. Anda! - disse ele a chamando.
Nesse momento, o telemóvel de Selena toca. Era uma mensagem:

"Demi:

Selena, eu quero falar com você. Resolvi tudo com o Joe. Peço desculpa por não ter acreditado em você. Era tudo ciúmes. Vai deixar a nossa amizade de anos por isso? Peço muitas desculpas. Podemos nos encontrar hoje à noite no nosso restaurante de sempre? Te espero lá. Beijos.

P.S - Já sei da Ashley e quero a conhecer."

- Recebi uma mensagem da Demi. - disse Selena a Nick lhe mostrando a mensagem.
Nick sorriu.
- Você vai?
- Vou. - respondeu Selena. Deu a mão a Nick e saíram os dois do apartamento.

Demetria também estava a falar com Joe sobre Selena.
- Já mandei a mensagem à Selly, espero que ela vá. - disse ela.
- Acredito que vá.
Nesse momento, Demetria recebe uma mensagem da irmã Camilla a dizer que o irmão delas e a Vanessa se iriam divorciar graças ao passado de Zachary. Joe riu.
- A Vanessa quis se divorciar do Zachary? Perfeito! Ele está a ver na pele o que a minha irmã sofreu.
Bem, e de agora em diante, você vai dedicar todo o seu tempo a mim.
- Não, eu tenho o livro do Liam e os seus morcegos. Estou ansiosa para ilustrar aquele livro. E além do mais, eu adoro a minha profissão.
- Sei de algo que você vai adorar muito mais. - alegou Joe, puxando-a para junto de si.
- Ei! Espere aí! Escute... - começou a dizer mas não foi adiante.
Teria continuado a protestar, se pudesse. Mas Joe calou-a com um daqueles beijos alucinantes. Demetria abandonou a luta e passou os braços pelo pescoço dele. Ela iria deixar a discussão para mais tarde. Iria entregar-se ao prazer do amor.

FIM

Finalmente, há um fim. Sei que muitos não gostaram da história mas enfim...aqui está ela.
Obrigada pelos comentários que recebi ao longo dos capítulos.
Quanto ao final do pai dos três irmãos Smith deixei em aberto, para que cada um imagine um final para ele. Se irá acabar por morrer ou não.
E também deixei em aberto a possível reação de Camilla sobre a relação entre a Demi e o Joe, também para vocês terminarem a história pela vossa cabeça.

Acho que vou excluir o blog agora. Não quero passar para a minha irmã porque ela vai postar histórias minhas e eu não quero. Também não sei se alguém leria isso, excluindo a Amanda e a Nanda acho que mais ninguém iria ler.
Acho que este é o fim!
Talvez eu volte...talvez.
Vou continuar a visitar os blogs das pessoas que sigo e com o meu afastamento no blog vou ter mais tempo para comentar.

Beijos e até breve (talvez).

sábado, 5 de outubro de 2013

Capitulo 10 - Parte 5

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários.

O próximo capítulo será o final :(
Infelizmente para mim, bom para alguns de vocês...enfim, sei que a história não foi do agrado de muita gente porque perdi muitos leitores e as visualizações baixaram. Agora no final as visualizações subiram mas foi no final e tudo termina um dia.
Gostei muito desta história mas infelizmente o último capítulo está para vir na próxima semana.

Agora irão ver o final do casal Zanessa e como ficarão o Nick e a Selena.

Anteriormente:
- O Nick ama a Selena.
- Sério?
Demetria riu.
- É tão amigo da Selena que não sabia que a Selena e o Nick gostam um do outro?
- Retomei a minha amizade com a Sel há pouco tempo.
Ela riu de novo.
...

Vanessa e Zachary conversavam sobre o passado dele.
- Eu fui um idiota, eu sei! Mas Vanessa, eu te amo!
Vanessa estava lavada em lágrimas.
- Você me diz que engravidou uma namorada sua e a largou graças ao seu pai? Isso é cruel! O que a pobre garota sofreu! Você não teve pena dela? Não pensou nela num segundo que fosse?
- Vane, claro que sim.
Ele tentou abraçar a mulher, sem êxito. Vanessa estava magoada demais para se agarrar nos braços de Zachary.
- Eu sabia que a sua família era esquisita, estranha, tinha segredos, mas nunca imaginei que pudesse ser um segredo tão cruel!
- Vane, por favor, eu te amo! Você não me vai deixar. Eu preciso de você.
Vanessa olhou nos olhos tristes do marido.
- É impossível perdoar você!
Zachary sentiu o seu coração parar. Vanessa era tudo para ele, por muito que discutissem, ele a amava.
- Vane...
- Zac, não dá mais! Terminou tudo entre nós. Quero o divórcio!
Zachary colocou a mão na cabeça.
- Não me faça isso! - pediu ele.
- Agora, pense no que a sua ex namorada sentiu quando você fez isso a ela. Já que me ama tanto, você vai sentir o mesmo que ela sentiu naquela altura. Acabou tudo Zac! Casa por amor Zac, nunca por dinheiro ou prestigio. Você se tornou num idiota graças ao seu pai! Pobre da sua mãe que não ficou viva para te ajudar a sair das garras desse homem cruel. Aprenda a ter as suas coisas sem que o seu pai mande fazer nada, se oponha, seja um homem! Tenha a mulher que deseja sem que o seu pai diga o que fazer melhor. - fez uma pausa. Zachary estava calado, ouvindo todas aquelas verdades de Vanessa - Adeus Zac!
E dizendo isso, saiu da casa que era deles. Vanessa voltou para casa da mãe. Zachary fechou a porta de casa e se encostou a ela, se sentando no chão. A sua mulher (agora ex-mulher) tinha razão....sempre teve. Ele nunca era capaz de decidir nada da sua vida. Mas isso teria que acabar. Teria que sair das garras do seu pai.

Entretanto, Selena que já tinha terminado o banho, recebe Nick em casa da Miley e da Camilla.
- Nick? O que você faz aqui?
- Selena, eu queria falar com você.
- Nick, me dê espaço. - pediu Selena, fechando a porta de casa.
- Eu te amo Selena. - disse ele impedindo-a de fechar a porta - Eu te prometo que não vou ser um idiota. Eu não vou ser o Joe nem o David.
- Nick, eu tenho medo. Tenho medo de me entregar.
Nick ficou surpreso.
- Você é virgem?
- Não mas...
- Perdeu a virgindade com o idiota do David?
- Não. - disse Selena com rapidez. Como é que ele podia pensar numa coisa dessas?
Com a negação, Nick entendeu logo com quem Selena perdeu a virgindade. Com Joe.
Selena continuou.
- Mas eu tenho medo de me entregar a outro homem. Tenho medo de que não dê certo.
- Você nunca vai saber se vai dar certo ou não se não tentar. Selena - Fez ela abrir a porta de uma vez por todas e se aproximou dela - eu te amo, você me ama, há algum problema nisso?
Selena fechou a porta de casa.
- Não, mas...
- Selena, não tenha medo! Eu prometo que nunca te vou fazer mal.
- Eu sei que você nunca me vai fazer mal.
Nick sorriu e abraçou Selena.
- Nick?
Selena chamou Nick com uma voz inquieta.
- Sim?
- Vai com calma, por favor. - pediu.
Ele sorriu.
- Claro. Como você quiser. Eu só avanço quando tiver preparada.
- Obrigada.
Nick teve receio de beijar Selena. Ela tomou a iniciativa e beijou Nick.
Nesse momento, entra Camilla.
- Peço desculpa, vou já sair.
- Camilla! - chamou Selena.
A irmã de Demetria e Zachary se virou para Selena.
- Obrigada. Mesmo não gostando de mim foi solidária.
- Sou humana!
Até Nick riu com essa resposta de Camilla. Ás vezes, Camilla não parecia humana.

Pronto.
Espero que tenham gostado.
No lado direito vou colocar o dia em que será postado o último capítulo de Vidas Trocadas.

Beijos.

Selo

Olá a todos!
Quero agradecer à Juh Lovato, à Amanda Gomes e à Estela pelo selo.



Regras:

Repassar o selo para 6 blogs;
Responder as perguntas abaixo.

01. Qual a história da sua URL?
Histórias da Sílvia, tal como o nome indica são histórias da minha autoria.

02. O que mais gosta de fazer nas horas vagas?
Escrever, ler, ouvir música, jogar ténis.

03. Animal preferido?
Gosto de animais domésticos mas não tenho preferência por nenhum.

04. Cite algumas músicas que goste.
Spectrum - Zedd.
Todas da Cher Lloyd. Sou fã dela!
Becky G. - Becky From The Bottle
Britney Spears - Work Bitch
Eminem - Berzerk
Jason Derulo & 2 Chainz - Talk Dirty

05. Comida preferida?
Hum...não tenho preferida mas chocolate vale?

06. Cite algumas esquisitices suas:
1.Detesto matemática mas gosto de fazer trabalhos de casa.
2.Sou capaz de ficar com uma música na cabeça durante meses e mesmo que queira ouvir outras músicas essa música fica sempre na cabeça.

Repassando para:
O Colégio Interno

(Quem quiser comente no post, não sei mais para quem mandar)

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Parabéns Camilla Belle!

Olá a todos!

No dia 02 de Outubro de 1986 nasceu uma menina de pele branca chamada Camilla Belle Routh, filha de mãe brasileira e pai norte-americano.



Começou a representar nos filmes "A princesinha" e "Annie: A Royal Adventure" e depressa ficou famosa.
Nasceu em Los Angeles, nos Estados Unidos, respirando o oxigénio de Hollywood mas cresceu movida a pão de queijo e brigadeiro e não teve outra opção a não ser falar português em casa. Se falasse inglês, levava uma bronca.
“A minha mãe construiu uma casa brasileira nos Estados Unidos e sempre fez questão de mostrar como era o país dela” - Disse ela.
Camilla se iniciou na carreira ainda bebê, fazendo comerciais, em Los Angeles. Começou a representar nos filmes "A princesinha" e "Annie: A Royal Adventure" e depressa ficou famosa. Participou de O Mundo Perdido: Jurassic Park, de Steven Spielberg, um dos seus grandes momentos na infância.
Foi uma atriz atarefada e cheia de compromissos e sempre trabalhou sem parar, com um intervalo de alguns anos em que a mãe a obrigou a se dedicar seriamente ao ensino médio e também a estudar espanhol e francês. Na volta da temporada de estudante, surgiram as primeiras chances para se redirecionar na profissão como adulta.
Em O Mundo de Jack & Rose, a sua personagem era Rose, uma garota de 16 anos (tinha 19 na época) que morava sozinha com o pai numa ilha deserta e enfrentava os dramas da adolescência e do isolamento. Quem interpretou o pai, Jack, foi Daniel Day Lewis. Embalou em outras duas produções de menor repercussão no mesmo período, o drama "The quiet" (que eu adorei), em que fazia o papel de Dot, uma mulher muda, e no suspense Quando um Estranho Chama.
Nas suas andanças profissionais, Camilla já fez dois trabalhos com diretores brasileiros: À Deriva, do pernambucano Heitor Dhalia, de 2009, e Open Road, dirigido nos Estados Unidos por Márcio Garcia, em 2011.

Camilla Belle faz hoje 27 anos e não deixará de ser uma fantástica atriz, passem os anos que passarem!


Curiosidades sobre Camilla Belle:

- A Camilla adora assistir novelas brasileiras com a sua mãe;
- Camilla é uma aspirante a pianista clássica;
- Camilla tem 1,73 de altura;
- Belle fez as suas próprias cenas de ação sem uma dupla em "When A Stranger Calls";
- Sua cantora favorita é Mariah Carrey;
- Os seus filmes favoritos são: National Velvet, The King and I e The Ten Commandments;
- Os seus apelidos são Cam, Bellgirl, Cammie e Camber;
- Os seus atores favoritos são: Dustin Holfman, Jack Nicholson e Yul Brynner.
- Nasceu a 2 de Outubro em Los Angeles, na Califórnia;

sábado, 28 de setembro de 2013

Capitulo 10 - Parte 4 (Hot)

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários.
Bem - Vindas às novas seguidoras: Thayná. M e Believe in True Story.

Aqui têm o hot que tanto procuravam, que tanto queriam. Nem me perguntem como consigo fazer hot's Jemi sendo fã de Joemilla porque eu não sei como responder.

Espero que gostem.

Anteriormente:
Ele acariciou o seu rosto.
- Quer casar comigo?
...

- Quero. - e sentiu o coração a bater freneticamente.
- Oh querida. - murmurou, baixando a cabeça para beijá-la.
Beijaram-se com desespero. Demetria estava tão certa de ter perdido Joe para sempre, que não podia acreditar no que acontecia. Ele a arrastou suavemente até perto do sofá e ainda em pé, ele levou a mão até ao zíper do vestido dela. Começou a deslizá-lo para baixo, lentamente. Começou por beijar o seu pescoço, os seus braços, até largar o vestido, que caiu ao chão. Desapertou seu sutiã, devagar. De seguida, pegou-a ao colo e a levou até ao seu quarto. Fechou a porta do quarto com o pé e a deitou em cima da cama. Retirou a sua calcinha e a deixou totalmente nua. Demetria se levantou, se colocando em cima da cama. Joe se aproximou dela e ela começou a retirar a sua camisa. De seguida, desabotoou a calça de Joe embora não a tirando completamente. Demetria se ajoelhou na cama e colocou uma das mãos nos cabelos de Joe e o puxou delicadamente para ela. Procurou pelos seus lábios e os beijou. Joe a segurou e a apertou contra ele. Quando pararam de se beijar, Demetria decidiu fazer mais uma vez a confissão:
- Eu te amo muito. - disse, apertando Joe contra ela.
- Eu te amo mais, Demi...minha Demi. Futura senhorita Harris. - disse Joe rindo e o riso de Demetria se fundiu no riso de Joe.
Demetria retirou a calça de Joe e o puxou para ela. Ele teve que cair sobre ela, fazendo força nos braços para não a magoar com o seu peso. Ela o empurrou para cima da cama e ela ficou em cima dele para lhe tirar a cueca. Eles estavam já sem roupas, totalmente nus sobre a cama. Eles se beijaram e de seguida Joe começou a beijar o pescoço de Demetria. Desceu até aos seus seios. Deu uma lambida nos seus mamilos fazendo-a fechar os olhos.
- Não sabe o quanto eu sonhei com isso! - disse Joe assim que levantou a cabeça para olhar nos olhos de Demetria, meio fechados devido à sensação de prazer que sentia.
- Imagino! - Demetria disse com um tom de ironia na voz. Joe riu - Eu já sabia que o Senhor Harris era um bocadinho safado mas... - ela não conseguiu terminar a frase pois além de Joe entender o que ela queria dizer, também queria continuar a dar prazer a ela. Beijou o seu seio e ela puxou o cabelo dele. Demetria gostava dos carinhos de Joe. Pela primeira vez estava se entregando para um homem que amava. Poderia não ser o correto, mas o amava. E Joe poderia entender que ela estava bem excitada pois as unhas dela tocavam e ferravam cada vez mais nos ombros dele. Aquilo não o magoava, pelo contrário, ainda lhe dava mais prazer. Joe desceu uma das mãos pela perna de Demetria e apertou-a. Ela suspirou de prazer. Joe parou por momentos de a causar excitação e deixou que ela fizesse algo. Demetria, curiosamente, não fez absolutamente nada.
- Chega de preliminares Senhor Harris! - disse ela num tom de brincadeira embora ela quisesse olhar séria para Joe. Ele riu.
Os dois beijaram-se e Joe colocou seu corpo sobre o de Demetria, ficando entre as suas pernas. Acariciou o seu membro com uma das mãos e o posicionou na entrada da intimidade da Demetria. Roçou a sua glande no clitóris dela, umas duas ou três vezes. Joe ouviu Demetria suster a respiração quando o seu pénis entrou lentamente na sua intimidade. De qualquer das maneiras, era a primeira vez deles...e foi linda!

- Sinto muito por sua irmã. - disse Demetria, mais tarde, quando já estavam sentados no sofá, bem juntinhos.
- É...ela passou por maus bocados.
- Fico envergonhada por Zac.
- Ele é um covarde.
- E meu pai... - Demetria parou, incapaz de dizer o que pensava sobre o comportamento do pai.
- Ele é um tirano. - completou Joe, sem cerimónia - Sinto que você tenha que ouvir isso. Eu bem lhe disse que não era uma história muito bonita.
- Não me surpreendeu. Papai nunca foi um anjo. Ele fez minha mãe sofrer muito. - e contou-lhe suas lembranças sobre a mãe, que Joe ouviu, muito atento.
- Agora sei a quem você puxou, querida.
Demetria sorriu com os olhos muito vivos.
- Não foi a meu pai...
- Não, graças a Deus!
- Diga a verdade: Você queria seduzir Camilla só para se vingar dele?
- O que é que há? É hora das confissões?
- Porque não? Eu já desconfiava.
- Camilla estava me dando bola e transformou meus planos em algo agradável. - disse, com um sorriso malicioso - Eu sabia que seu pai ia ficar alucinado diante da possibilidade de eu casar com ela. E, mesmo que eu só a seduzisse, além de ficar furioso, seu pai poderia fazer de tudo para que eu entrasse para a firma, como genro, só para remediar o mal feito à filha. Camilla era, para mim, uma arma muito atraente e eu pretendia fazer uso dela.
Joe fez uma cara arrependida.
- Mas, como já disse, isso foi até ao dia em que conheci você.
- Então, achou que poderia juntar outra bela arma ao arsenal?
Ele riu.
- Devo confessar que isso passou pela minha cabeça. Principalmente quando percebi, para meu espanto, que me sentia realmente, muito mais atraído e interessado por você do que por sua irmã. Ela é uma mulher muito sensual mas tem miolo de galinha.
- Não é muito caridoso de sua parte, dizer isso.
- mas é a verdade. Você tem crânio e senso de humor e me balançou desde o primeiro momento. Sinceramente, tive um choque quando soube que era uma Smith.
- Eu cheguei a notar. Sua expressão mudou da água para o vinho quando soube quem eu era.
- Se tivesse usado um pouco de bom senso, fugiria de você como o diabo da cruz logo depois da festa. Mas, quando tornamos a nos encontrar no zoológico, me dei conta de que estava morrendo de vontade de revê-la desde a noite da festa. Depois, você meteu o bedelho no meu caso com Camilla e fiquei zangado. Desejei que reconhecesse que também estava caída por mim. Eu podia jurar que estava...
- Ah, então você sabia?
Os olhos pretos cintilaram.
- Vamos, confesse. Você se apaixonou por mim tanto quanto eu me apaixonei desde o primeiro minuto em que nos vimos.
- Não estou confessando nada. - disse Demetria.
- Reação tipicamente feminina.
- Não sou nem tipicamente feminina nem tipicamente uma Smith. Eu sou eu.
- Eu fico muito contente com isso. - disse Joe roçando os lábios pelo pescoço de Demetria e fazendo com que a sua pele se arrepiasse de prazer.
- Meu pai não vai gostar nada desta história.
- Pois vai ter que gostar. Afinal, comprei todas aquelas ações da Smith. Pelo menos, nosso casamento fará com que o património fique em família.
Demetria começou a rir.
- Dê-lhe algumas semanas para pensar e papai vai se convencer de que foi ele quem planejou tudo.
- Pode apostar que sim.
- Cam vai ter um chilique quando souber. - disse Demetria sonhadora sem desgostar da ideia.
A irmã ia ficar furiosa, teria ataques, faria um verdadeiro escândalo, certa que Demetria tinha planejado tudo desde o começo.
Joe olhou-a com um sorriso.
- Parece que isso não a assusta.
Os seus olhos ficaram subitamente frios.
- E o tal de Nick?
- Nick? - Demetria segurou-se para não rir.
- Isso mesmo, Nick. Nunca acreditei que ele significasse alguma coisa importante para você, mas você o usou para me deixar louco de ciume, não foi? Queria me atormentar, sua diaba!
- Desculpe querido. Nick é meu editor e ponto final. Nada mais que isso.
- Foi o que eu desconfiei. - disse Joe dando um sorriso - Quando casarmos você vai mudar de editor.
Demetria olhou para Joe.
- O Nick ama a Selena.
- Sério?
Demetria riu.
- É tão amigo da Selena que não sabia que a Selena e o Nick gostam um do outro?
- Retomei a minha amizade com a Sel há pouco tempo.
Ela riu de novo.

Pronto.

Beijos.

sábado, 21 de setembro de 2013

Capitulo 10 - Parte 3

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários. Agora que está no final é que eu recebi mais comentários. É um pouco triste.
Faltam menos de 5 partes para o final. Termina mesmo no capítulo 10 que está dividido em algumas partes.
Espero que gostem.

Anteriormente:
Demetria apertou as mãos com tanta força que chegaram a doer e os nós dos dedos ficaram brancos como cera. Tentou controlar a respiração mas sentia-se sufocar.
- Não posso amar você - disse Joe com desespero.
...


- Muito menos agora que o maldito do seu pai está na palma da minha mão e posso esmagá-lo como a uma casca de ovo. - abriu e fechou a mão no ar - Eu o peguei justamente do jeito que queria. Tal qual planejei. Ele não pode sequer levantar um dedo contra mim. Zac é um pobre coitado, sempre foi, e sempre será. A Smith está nas minhas mãos.
- Você comprou ações suficientes? - perguntou Demetria com voz sumida.
- Mais do que suficientes para me garantir a presidência. Seu pai vai ficar afastado durante meses depois da operação, isso na possibilidade de ele sobreviver. E, se chegar a voltar, vai me encontrar dirigindo a empresa.
- Bem, espero que agora esteja satisfeito.
Era um pequeno consolo saber que Joe tinha passado por momentos terríveis antes de se decidir a continuar com a sua vingança. Mas, fosse o que fosse que sentia por ela, não era bastante forte para impedi-lo de executar tudo aquilo.
- Satisfeita? - ele repetiu com rancor - O que pensa que andei fazendo nas últimas semanas? Tentando me convencer de que nada havia mudado e de que eu ia, finalmente, destruir o seu pai, como tinha planejado há anos. - sorriu, desconsolado.
- E não vai? Afinal, você comprou as ações!
- Oh sim, comprei. E, todo o tempo, repetindo que você é uma Smith, uma maldita Smith! - passou os dedos pelos cabelos - Mas, se quer saber, não estou ligando a mínima para isso. Só uma coisa me importa agora.
Os seus olhos cruzaram a sala e ele quase correu para Demetria, abraçando-a com toda a força. Ela soluçou antes que ele cobrisse seus lábios, com a boca ansiosa, num beijo sem compaixão. Demetria empurrou-o, inutilmente.
Quando, finalmente, Joe ergueu a cabeça, os lábios de Demetria estavam inchados e doloridos e o seu coração parecia saltar do peito.
- Eu a amo perdidamente.
Ela o afastou um pouco e deitou a cabeça em seu ombro, murmurando:
- Joe...
- Diga que também me ama. - ele pediu, com voz trémula.
- Sim. Eu também o amo.
Por um longo tempo, ficaram assim, abraçados, saboreando a doçura daquela declaração, num silêncio que era uma mistura de dor com prazer.
Por fim, Demetria disse, melancólica:
- Mas nunca poderemos ser felizes. Muitas coisas nos separam.
- Foi o que repeti a mim mesmo um milhão de vezes. E foi por isso que precisei falar com a minha irmã e explicar a ela o que sentia por você. Era Ashley quem estava almoçando comigo.
- Oh! - Toda a raiva que Demetria tinha contra a desconhecida desapareceu - Era a sua irmã? Uma bela mulher!
- Ashley é um amor de criatura. Ela entendeu o meu problema e disse para ser feliz pois já perdoou Zac há muito tempo. Compreendeu que nunca poderia ter sido feliz com ele como é , agora, ao lado do marido. O casamento dela deu certo e adora os filhos. Disse que não deseja mal a Zac. Confesso que não morro de amores por seu pai, mas, como ela mesma disse, não vou casar com George Smith!
Demetria olhou- o incrédula. Joe riu.
- E agora, a Ashley e a Selena voltaram a ver-se. Fiquei muito contente!
- Sério? Que bom!
- Você vai ter que dar um pedido de desculpas à Selena.
Demetria baixou a cabeça.
- Eu sei. Errei com ela. Mas, eu pensava que vocês tinham um caso.
Joe riu.
- Nossa história como namorados terminou faz tempo. Eu a beijei mas foi algo do momento. Foi alivio por ela ter me desculpado depois de tanto tempo.
Demetria mudou de assunto.
- Joe, se você voltar à companhia, isso vai provocar os maiores choques com papai.
- Que não nos deixaria ser felizes juntos. - Joe respirou fundo - Eu sei. Vou ter que sorrir para ele e aguentá-lo, na qualidade de genro. Não vou gostar muito disso, mas darei um jeito. Vou fingir que o meu sogro é o próprio Diabo.
Demetria estremeceu.
- Quer dizer que não vai fazer pressão para ter o controle de tudo?
Ele sacudiu a cabeça.
- De agora em diante, não posso levar adiante os meus planos. Seria o cúmulo começar um casamento assassinando pai da noiva.
Parecia que tinham tirado uma tonelada das costas de Demetria.
- Obrigada Joe. - disse, sorrindo.
Ele acariciou o seu rosto.
- Quer casar comigo?

Pronto.
O que será que a Demi vai responder?

Beijos.

domingo, 15 de setembro de 2013

Capitulo 10 - Parte 2

Olá a todos!
Obrigada pelo comentário, Amanda.
Esta parte do capítulo teve a ajuda da minha irmã, Diana. É fácil perceberem qual é a parte em que ela ajudou! Enfim...espero que gostem.
Este é o fim do mistério e o fim da história quase.

Anteriormente:
- Sente, pelo amor de Deus! - os olhos pretos dele estavam furiosos. Ela conhecia bem esse olhar.
Demetria ia começar a discutir mas sentiu-se invadida pela expressão dele. Sentou no sofá. Joe ficou em pé, de frente a ela.
- Vou começar do principio...
...


- Vou começar desde o principio - disse ele - É a história da minha irmã. Ela tinha dezoito anos quando conseguiu um emprego na firma Smith. Na verdade, fui eu quem conseguiu para ela. Nós somos sozinhos no mundo. Nossos pais morreram há muitos anos. Ashley era a única pessoa com quem me importava, por isso preferi que ficasse sob minhas vistas. Era muito bonita e, como conheço bem os homens, queria preservá-la, mantendo-a junto a mim, também no trabalho. Zac e eu éramos amigos naquele tempo e costumávamos sair juntos. Tínhamos alguns interesses comuns. Confiei nele. Nunca me passou pela cabeça que, justamente Zac, ia causar algum mal a Ashley. Ele não era tipo para isso.
Demetria ficou ouvindo, de cabeça baixa, olhando para as mãos e começando a gelar por dentro. Sua mente estava se antecipando à narrativa de Joe e não gostava do que imaginava.
- Querendo ser justo com ele, devo dizer que Zac estava sinceramente apaixonado, na época. E Ashley era louca por ele. Lembro que tinha apenas dezoito anos e Zac, aos olhos dela, parecia um homem vivido, um homem da sociedade. Ele era o filho do patrão e não era de se jogar fora. Ele a levou a passear num carro topo de gama e gastou rios de dinheiro para impressioná-la. Ashley sentia-se dona do mundo.
- Acho que você não devia me contar essas coisas. - murmurou Demetria.
- Mas eu preciso ir até ao fim. Não há muito mais o que contar, a não ser que Ashley tentou o suicídio e foi parar num hospital em estado de coma.
Demetria ficou chocada.
- Oh não!
- Oh sim. Estava grávida e, naturalmente, correu para contar a Zac esperando que casasse com ela imediatamente. Em vez disso, ele foi pedir socorro ao pai e George Smith disse calmamente a Ashley para ela fazer um aborto. Disse isso com aquela famosa frieza, e também garantiu que Zac jamais casaria com ela. Você sabe como são essas coisas: minha irmã não estava na lista das jovens elegíveis para esposa do filho de George Smith. Em vez de enfrentar a situação, Ashley foi para casa e tomou uma dose excessiva de comprimidos. O que mais a magoou não foi a atitude de seu pai, mas o fato de Zac não ter levantado um dedo sequer a seu favor. Ele aceitou, covardemente, a decisão do pai.
- E o que aconteceu com ela? - perguntou Demetria, ansiosa e revoltada.
- Naturalmente, perdeu o bebê. Depois disso, ficou doente por muito tempo. Quando se restabeleceu, procurou emprego em outra parte. Eu fiz o mesmo, depois de dizer a seu pai o que pensava dele e de seu precioso filho.
- Foi por isso que você foi embora da firma?
Ele concordou, sombrio.
- Há tempos, tinha feito planos para me restabelecer por conta própria, mas o caso de Ashley precipitou tudo. Eu estava tão revoltado que tive vontade de matar seu pai na noite em que fui falar com ele depois de ter visto em que estado estava minha irmã. Ela parecia um cadáver...e era tão jovem! Se tivesse me contado antes, eu teria movido céus e terras para obrigar Zac a casar.
- Ela não teria desejado isso. - disse Demetria, muito séria.
- Não. De fato, foi o que me disse. Preferia se jogar num rio a forçar Zac a casar contra a vontade.
- Sinto muitíssimo. - murmurou Demetria. Se lembrando de Selena, Demetria perguntou: - E a Selena? O que teve ela a ver?
- A mãe da Selena foi como uma segunda mãe para mim e para a Ashley. A Selena e a Ashley eram as melhores amigas na altura. Depois de a Ashley descobrir que estava grávida, o seu pai teve medo que Selena soubesse disso e ficasse contra ele e Zac, e tratou de acabar com a amizade entre elas...tratou de colocar a Selena contra mim. Com isso, a minha irmã não aguentou. Ele inventou bem uma história para que Selena acreditasse. Como eu namorava com ela na altura foi mais fácil para ele.
- Gostaria de ter sabido disso na ocasião. Nem sei o que dizer.
Joe sacudiu a cabeça.
- No fim de contas, até que foi melhor para ela. Acabou casando com um bom rapaz e teve dois filhos lindos. Mas eu nunca esqueci o que os Smith fizeram a ela e prometi a mim mesmo que um dia tiraria a desforra. Trabalhei como um escravo durante anos para acabar com o seu pai e consegui chegar a uma situação que me permite alcançar os meus propósitos.
Demetria não podia condená-lo depois de ter ouvido aquela história.
- Foi então que conheci você.
Ela estremeceu e olhou para ele.
- Que droga! - Joe continuou, numa voz sofrida - Já disse a mim mesmo milhares de vezes para não ser idiota. Você é uma Smith e não posso ser tão louco de sentir o que sinto por alguém que tenha esse maldito sobrenome! Faz uma semana que não consigo dormir.
Demetria apertou as mãos com tanta força que chegaram a doer e os nós dos dedos ficaram brancos como cera. Tentou controlar a respiração mas sentia-se sufocar.
- Não posso amar você - disse Joe com desespero.

Pronto.
Espero que tenham gostado.

Beijos.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Capitulo 10 - Parte 1

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários Amanda e Nanda Carol.
Esta história está muito perto de terminar. Logo vão saber o mistério.


Selena voltou a casa da amiga Miley. Miley contou a Selena que estava namorando Liam.
- Parabéns Miles!
- Ele é um homem espetacular. Entendeu os meus problemas.
Selena sorriu.
- Sabe que o Joe vai colocar o David na prisão?
- Já soube. E a menina vai ter que me explicar uma coisa. Você voltou a falar com a irmã do Joe?
- Sim. Estou muito feliz. Mas - ficou triste por um breve momento - Se ainda fosse amiga da Demi, estava 100% feliz.
- A Demi irá pedir desculpas, tenho a certeza.
- Espero que tenha razão.
- E como estão as coisas com o Nick?
- Não estão. Nunca mais conversámos.
- Que pena!
- Não tenha pena, Miles, fui eu que quis assim.
- Você foi uma idiota, desculpa te dizer mas é o que eu acho. Você soube que o Nick te ama, sabe como o Nick é e mesmo assim quer distância dele? Não entendo.
- Tenho medo que me magoe.
- O Nick é um doce de homem e não sou a única a dizer isso.
- Vamos parar com essa conversa! - exclamou Selena.
- Tudo bem. Vamos falar da Camilla, então. - disse Miley se sentando no sofá.
- Você sabe que eu não gosto dela. Vou tomar um banho, posso? Essa conversa não vai levar a lado algum.
Miley sorriu como se afirmasse. Esperou que Selena fosse tomar banho para ligar a Nick.
- Nick, venha cá a casa. Eu vou ter com o Liam. Me prometa que vai resolver as coisas com a Selena.
- Obrigado Miles.
Miley terminou a chamada e saiu de casa.

Demetria despediu-se dos outros depois do almoço e voltou para o apartamento, que agora lhe parecia tranquilo e repousante.
Antes de começar a trabalhar, ligou para o hospital e foi informada de que o pai ainda estava sob efeito da anestesia.
Desligou e começou a trabalhar no livro de Liam. Tinha a impressão de estar trabalhando nele há anos. Quanto antes terminasse, melhor.
...
Eram sete da tarde, o céu começou a ficar nublado, anunciando chuva. Demetria foi até à janela e ficou olhando para a rua, perdida em pensamentos.
Quanto a campainha da porta tocou, pulou de susto. Olhou para o relógio. Alguma má noticia sobre o pai? Correu para abrir esperando encontrar Zachary ou Tom. Mas era Joe, pálido e sério.
- Oh!
Não soube mais o que dizer. Ficou olhando para ele.
- Preciso falar com você.
Ela se refez do susto e respondeu, secamente:
- Pois eu não quero falar com você.
- Não me interessa. Vai ter que me ouvir, quer queira, quer não.
A sua voz estava instável.
Demetria começou a fechar a porta com as mãos tremendo, mas Joe empurrou-a e forçou passagem.
- Saia! - ela gritou tentando controlar o tremor, que agora tomava o seu corpo.
- Não sairei enquanto não disser tudo o que tenho a dizer.
Avançou para dentro de casa, até à sala de estar e ela o seguiu, irritada.
- Queria ter contado há mais tempo mas não podia fazer isso sem permissão. Não podia quebrar a promessa que fiz a alguém para nunca mais tocar no assunto.
- Se é algum segredo, talvez seja melhor não me dizer nada. Você nem devia estar aqui. Sim, você agora já sabe, meu pai está muito doente e sei que está fazendo o possível para acabar de vez com ele. Não quero você aqui!
- Só me escute. Sente.
- Olhe aqui, seu...
- Sente, pelo amor de Deus! - os olhos pretos dele estavam furiosos. Ela conhecia bem esse olhar.
Demetria ia começar a discutir mas sentiu-se invadida pela expressão dele. Sentou no sofá. Joe ficou em pé, de frente a ela.
- Vou começar do principio.

Pronto.
Espero que tenham gostado.

Beijos.

domingo, 1 de setembro de 2013

Capítulo 9 - Parte 7

Olá a todos!
Obrigada pelo comentário e por divulgar o blog Amanda. Comento o seu blog amanhã.

Anteriormente:
- Os preços estabilizaram?
Ele a olhou, desconfiado, e disse:
- Tom deve ter-lhe contado tudo, não é mesmo? Papai vai ficar uma fera. Mas como eu poderia saber? Ele não quis se abrir comigo. Imagine que contou tudo para a secretária e para mim não. Não pode nem me culpar, mas adivinhe se não vai fazer isso. Não é justo. Como eu podia imaginar que Sterling ia abrir o bico?
...


- O que é que você e a diretoria estão fazendo? - perguntou Demetria.
Zachary suspirou profundamente.
- Estamos esperando para ver o que acontece. Entramos em contato com os grandes para os tranquilizar, mas a maioria já tinha vendido suas cotas.
- Para Joe Harris?
Zachary ficou roxo.
- Sim - murmurou - Ainda não sabemos qual foi o montante de ações que ele comprou, mas papai não vai gostar nada disso.
Todos tomaram lugar numa das mesas do restaurante e a atmosfera era um misto de apreensão e alivio.
George Smith tinha superado a operação mas, na hora em que saísse do hospital e voltasse ao trabalho, caíria de unhas e dentes sobre o filho. Tom olhou para Zachary.
- Você acha que ajudaria se eu falasse pessoalmente com seu pai, antes que alguém o faça?
- Acho que nada vai adiantar. - disse Zachary com cara de condenado - Ele vai me arrancar a pele!
- Você é um idiota! Bem feito para você. - disse Camilla sem a mínima piedade do irmão.
- Obrigado pelo consolo.
Zachary afundou na cadeira e os seus olhos percorreram o salão do restaurante, parando em algo ou alguém. Demetria viu onde o irmão olhava com tanta atenção. Era Joe. O choque fez com que ela tivesse uma espécie de soluço. Rapidamente desviou os olhos. Mesmo assim, deu tempo para ver que ele estava acompanhado por uma mulher e sentiu uma pontada de ciúme. Nunca tinha visto a mulher. Era magra, loira, pele clara. Tornou a olhar de relance. Dessa vez, pôde reparar que ela tinha a mão apoiada no braço de Joe, sorrindo-lhe de um jeito que denunciava um relacionamento mais íntimo. Camilla não os viu. naquele momento estava falando com Tom sobre apartamentos.
- Quero morar em Londres e um apartamento é mais fácil de conservar do que uma casa.
- Mas Cam... - começou o noivo.
Ela não o deixou falar.
- Não adianta que não vou morar com a sua mãe nem morta! Não dá certo morar com parentes. Você não acha Demi?
- Não me meta nisso!
- Sabe que tenho razão. Todos sabem que esse negócio de morar com a sogra só dá briga. Quero ter meu próprio lar!
- E porque não uma casa? - perguntou Tom cabisbaixo.
- Gosto de apartamentos. São muito mais práticos. - Camilla passou os dedos pelos cabelos.
Os ombros de Tom encolheram. Demetria teve pena mas ele havia se mostrado tão ansioso para casar com Camilla, que tinha feito a própria cama, literalmente falando. Agora teria que deitar nela.
Camilla estava determinada em vencer a luta contra a mãe de Tom.Toda a vez que se mencionava a mãe dele, ela fazia careta.
Demetria estremeceu ao pensar no futuro de Tom, suportando aquelas duas mulheres sempre se atacando. Não deu grande importância à conversa durante o almoço. A única coisa que lhe prendia a atenção era Joe e a sua companheira de mesa. Não os olhava diretamente mas, o tempo todo, sentia a presença dos dois e, mesmo de olhos baixos, podia perceber cada movimento que faziam e captar cada sorriso que a mulher dava a Joe.
Notou também uma certa gravidade na conversa. Joe não sorria. Era ele quem mais falava, inclinado para a moça. Por várias vezes, ela estendeu a mão para tocar-lhe no braço.
Demetria deu um jeito de analisar a outra, desde o vestido até aos brincos. Tinha que reconhecer seu bom gosto. Mas detestou-a.
Percebeu quando ambos se levantaram, prontos para sair.
Camilla deu um ligeiro suspiro.
- Olhe lá, Joe! Joe! Ei, Joe!
"Oh Deus!" - pensou Demetria, amargurada. "Essa desmiolada precisava fazer isso?".
Camilla estava acenando para ele. Demetria rezou para que Joe não lhe desse atenção. Não aguentaria ter aquela mulher a seu lado. Ouviu Joe cumprimentar, friamente.
- Como vai, Camilla?
A voz parecia vir de longe e foi com alívio que Demetria o viu afastar-se.
- Ora, francamente - reclamou Camilla, aborrecida - Ele bem que podia ter vindo até aqui. Quem era aquela que estava com ele? Não é nenhuma maravilha, não acha?
Demetria respirou fundo. Por um instante, imaginou que Joe iria até à mesa deles e sentiu-se morrer diante da possibilidade. Agora, sentia-se morrer por ele não ter se aproximado e saído.
- Café, senhor?
O garçom tinha parado ao lado de Zachary, que pareceu assustar-se com a sua presença.
- Oh sim, obrigado.
Demetria olhou para a figura patética do irmão. Coitado. A vida tinha sido ingrata com ele. Não era culpado de não herdar a mente fria e calculista do pai.
Sorriu para ele.
- Vamos lá, rapaz. Não vai acontecer nada!
- Já aconteceu. - disse Zachary com um fio de voz.

Pronto.

Beijos.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Informações + Personagem nova

Olá a todos! (se for todos e não toda, para a Amanda apenas)
Como podem ver, o blog mudou um pouco.
Falei com a minha irmã e ela disse que se ela ficasse com o blog que iria postar fanfics e histórias minhas. E eu sinceramente não gostei.
"- O blog é teu, o link diz histórias da Sílvia e eu não pretendo mudar nada nele!" - foi isto que ela me disse!
Enfim...o que eu posso fazer?!
Uma pessoa comenta de 60 seguidores. Ok, isto é péssimo!

Se alguém quiser divulgar o blog e alguém ter a paciência de ler o que escrevo, eu agradecia.

O personagem novo que apareceu no final do capítulo anterior era o Sterling Knight.


Ele era um amigo do Zac que espalhou para todos o estado de saúde de George Smith, o pai de Demi, Camilla e Zac.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Capitulo 9 - Parte 6

Olá a todos!
Obrigada pelo comentário, Amanda, parabéns atrasados! Felicidades!
Provavelmente eu vou sim entregar o blog para a minha irmã. Vou só terminar esta história. Ela depois há-de fazer o que quiser com ele.

Anteriormente:
"- A pessoa em questão disse para que eu te dissesse mas quer que se faça segredo.
- Claro, eu não digo nada a ninguém. Mas...porquê?
- Porque acho que vai acabar por ver com maus olhos uma pessoa."
...


Demetria tinha regressado a casa e via a sua irmã, Camilla, à porta do seu apartamento. Estava em busca de companhia.
- Está aqui à muito tempo? - perguntou Demetria.
- Não. Eu não vou poder passar o dia todo sozinha. - respondeu a irmã.
- Você pediu um dia de folga? Acha isso aconselhável? Não teria sido melhor manter-se ocupada trabalhando para não pensar tanto em papai?
Camilla pareceu escandalizada.
- Como pode ser assim tão insensível? Eu não conseguiria trabalhar pensando que ele pode morrer hoje na mesa de operação.
Mas Demetria pretendia trabalhar. Sabia que teria que lutar o tempo todo para manter a mente ocupada mas também sabia que se ficasse com Camilla por perto com todas aquelas lamurias, ia acabar por ter um colapso nervoso.
Na verdade, elas não tinham sobre o que falar. Se fossem uma família normal, poderiam distrair-se com lembranças felizes da infância. Mas os Smith não tinham lembranças felizes para comentar.
Camilla tomou um café e começou a queixar-se da futura sobra.
- Ela está estragando todos os meus planos. Vem com umas listas de convidados chatérrimos que nem conhecem o Tom direito. O pior é que ela quer que eu vá morar com ela alegando que ainda sou muito moça para administrar uma casa sozinha.
"Que mulher sábia!" - pensou Demetria, imaginando como Camilla se arranjaria como dona-de-casa. A bagunça de seu apartamento era um exemplo, se não fosse a Miley... e Tom, pobrezinho, não se sentiria muito confortável.
- Acho que vou ligar para o hospital. À essa hora já deve ter terminado a operação.
Camilla foi atrás da irmã e ficou escutando a conversa que Demetria tinha com alguém do hospital.
- Já terminou.
- Ele está bem? - Demetria mal teve coragem de fazer a pergunta. Não sabia como se sentiria se a resposta fosse negativa.
- Por enquanto está reagindo bem. Informaremos se houver alguma alteração no quadro clínico.
Demetria desligou e Camilla disparou a fazer perguntas.
- Está tudo bem? Ele vai ficar bom? O que disseram?
- Tudo leva a crer que está bem. Por enquanto, não dá para saber muita coisa. Acho que só teremos a certeza quando formos visitá-lo. Pelo menos saiu vivo da operação.
- Eu tinha a certeza disso. - disse Camilla, muito animada - Foi o que eu lhe disse: papai é duro demais para deixar que uma operação o derrube. - Pegou no telefone - Vou ligar para Tom e dar as boas-novas.
Demetria ficou observando a irmã, falando numa grande excitação.
- Sim, isso vai ser ótimo! - disse Camilla, rindo - Vocês nos encontram lá? Muito bem, até logo mais.
Desligou e sorriu para Demetria.
...
Selena chorava com as revelações de Joe.
- Mas, se isso é verdade, ele é um monstro.
- É verdade. A Ashley sofreu muito Sel. Agora entende porque quero que mantenha segredo?
Selena afirmou.
- Pode ficar descansado Joe, eu não vou dizer nada a ninguém.
- Ah, e quanto ao David, fique descansada. Já estou trabalhando para o colocar na cadeia.
- Obrigada. - disse Selena abraçando o seu ex-namorado.
- Bem Sel, eu vou almoçar com a minha irmã. Vamos ter uma conversa de irmão, enfim...
- Claro, eu entendo. Vai Joe.
Eles se despediram.
...
- Tom está eufórico! Ele e Zac vão se encontrar conosco para o almoço. Estavam juntos e Tom sugeriu que fôssemos todos almoçar. - disse Camilla à irmã, Demetria.
- Agora? - Demetria olhou-a com impaciência - Não vai dar tempo de me aprontar.
- Você está ótima. Ora, não complique. Um almoço em família... - O sorriso morreu-lhe nos lábios - A não ser que Zac invente de levar junto aquela paspalha da Vanessa.
Para a indisfarçável alegria de Camilla, Zachary e Tom estavam sozinhos quando as duas chegaram. Demetria notou que o irmão estava branco como um defunto.
Enquanto Camilla conversava animadamente com o noivo, Demetria puxou Zachary de lado e perguntou sobre as ações:
- Os preços estabilizaram?
Ele a olhou, desconfiado, e disse:
- Tom deve ter-lhe contado tudo, não é mesmo? Papai vai ficar uma fera. Mas como eu poderia saber? Ele não quis se abrir comigo. Imagine que contou tudo para a secretária e para mim não. Não pode nem me culpar, mas adivinhe se não vai fazer isso. Não é justo. Como eu podia imaginar que Sterling ia abrir o bico?

Pronto.

Beijos.

sábado, 24 de agosto de 2013

Capitulo 9 - Parte 5

Olá a todos!
Obrigada pelos comentários.
Provavelmente eu vou sumir do blogger mais cedo do que imaginam.Vou deixar o blog com a minha irmã, a Diana, e ela posta todos os capítulos até ao final. Já não tenho o entusiasmo para postar como antes eu tinha. As coisas mudaram. Não vão ficar sem a fic, ela vai ter final, rápido mas vai.
Este capítulo vai ser o início do fim do mistério. Como poderão ver, vai terminar em breve. Algumas pessoas disseram que faltava Jemi e então, no último capítulo vai haver um grande especial Jemi.
Não sei o que vai ser desse blog depois de terminar a fic, provavelmente passo o blog à minha irmã e ela faz o que entender com ele.
Bem, fiquem com a parte 5 do capítulo.

Anteriormente:
- A Demi falou comigo ontem e me disse que ainda não tinham casado.
"Bem, sempre quero ver onde essa mentira da Demi vai chegar. Mas vou entrar nela, afinal sou amigo dela." - pensou Nick.
- É verdade, estamos cheios de trabalho.
- É, acredito que sim. - disse Joe sem acreditar em nada.
Os dois continuaram conversando.
...


À tarde, Demetria telefonou novamente para a secretária do pai. Reticente, a moça admitiu que tinha havido um grande movimento na venda e compra de ações. A verdade sobre a doença de George Smith era agora de conhecimento público, mas isso não tranquilizou o mercado. Ele era importante demais para a companhia e ninguém levava a sério o poder de Zachary.
- Sabe quem está comprando as ações? - perguntou Demetria sem mencionar Joe.
A secretária disse que não mas o seu tom sugeria que tinha uma ideia de quem era.
- O que a diretoria está fazendo?
- Discutindo.
Demetria desligou e foi até à janela.
Estavam discutindo...Isso ia adiantar muito! Joe não teria problemas com aquela cambada de múmias! George Smith teve a precaução de cercar-se de uma equipa de ovelhas, mas não calculou que homens que sempre concordam com uma pessoa podem fazer o mesmo com outra, se forem devidamente incentivados.
Ligou para o hospital e informaram que o pai estava bem, que seria operado na manhã seguinte e que lá pela hora do almoço já devia ter saído da sala de operações.
Demetria tentou não se preocupar tanto. As reacções normais e humanas de alguém que tem um pai em perigo de vida lhe eram negadas. Para Camilla era mais fácil. Ela conseguia chorar e se desesperar. A irmã nunca exigiria do pai mais do que ele estava disposto a dar. Sempre dava presentes caros e isso era encarado como uma prova de amor. George Smith e Camilla pareciam estar sempre interpretando uma farsa social. Só que Demetria não conseguia encontrar um papel adequado para ela nessa comédia.
Foi dormir tarde aquela noite, emocionalmente abalada pela lembrança constante de um relacionamento que só lhe trazia tristeza e peso no peito.

No dia seguinte, Selena Williams encontrou-se com Joe Harris. Iria lhe agradecer pelo que fez por ela no dia anterior. Ao passar por uma rua a caminho da empresa, encontrou Demetria. As duas olharam uma para a outra mas não se falaram. Selena entrou na empresa com rapidez e esperou por Joe. Ele ficou feliz por a rever.
- Oi Sel! O que está fazendo aqui?
- Joe, eu queria te agradecer por ter me levado à Ash, mas também vim à procura de respostas.
- Que respostas procura?
- Eu quero resolver o passado de uma vez por todas.
- Claro, tem esse direito Sel.
- Joe, está disposto a responder a todas as perguntas? - perguntou Selena com receio da resposta do ex namorado.
- Sim, mas também quero que guarde segredo, pelo menos por um tempo.
- Você...- Selena não estava acreditando - Você vai me contar a verdade?
Joe afirmou com a cabeça.
- A pessoa em questão disse para que eu te dissesse mas quer que se faça segredo.
- Claro, eu não digo nada a ninguém. Mas...porquê?
- Porque acho que vai acabar por ver com maus olhos uma pessoa.

Pronto.

Beijos.